Posted 31 August 2014, 1 day ago | 330,048 notes | reblog this post
(originally smgbiebr / via javidlakera)
Posted 31 August 2014, 1 day ago | 12 notes | reblog this post
(originally pr-etend / via javidlakera)
Posted 31 August 2014, 1 day ago | 59,625 notes | reblog this post
(originally heavenisyou / via javidlakera)
Posted 31 August 2014, 1 day ago | 8 notes | reblog this post
(originally pr-etend / via javidlakera)
Posted 31 August 2014, 1 day ago | 408,870 notes | reblog this post
(originally missmegrose / via javidlakera)
Posted 31 August 2014, 1 day ago | 10 notes | reblog this post
(originally d-ragonwarriorr / via javidlakera)
Posted 31 August 2014, 1 day ago | 167,165 notes | reblog this post
(originally javidlakera / via shekillswithkissesxo)
Posted 31 August 2014, 1 day ago | 1,331 notes | reblog this post
(originally zoiodlula / via pazpraja)
Posted 31 August 2014, 1 day ago | 2,110 notes | reblog this post
(originally mrqqs / via thiagopolycarpo)
Aos 14, eu conheci a garota mais linda da minha cidade. Aos 15, nós tivemos uma briga terrível e não nos falamos por 1 ano. Aos 16, reencontrei ela em um supermercado, 5 minutos de conversa e eu me vi apaixonado. Aos 17, eu comecei a namorar com a garota mais bonita da cidade. Aos 22, eu fiquei noivo da mulher mais linda do país. Aos 25, eu estava casado com a mulher mais linda do mundo. Aos 27, eu tive um filho com a mulher mais madura que já conheci. Aos 29, eu tive uma filha, a filha mais linda da cidade. Aos 40, eu fiz 15 anos de casado com a mulher mais interessante do universo. Aos 50, eu percebi que nunca tinha tido olhos para outra, nesse mesmo ano, eu percebi que eu era um homem realizado. Aos 60, eu vi a mulher mais linda do mundo continuar sendo a mulher mais interessante do universo. Aos 76, eu senti falta dessa mulher, a mulher mais incrível do mundo, agora só existia em fotografias. Aos 78, eu senti que não tinha mais vida sem ela; nesse mesmo ano, eu me entreguei para viver a eternidade ao lado dela, seja lá onde fosse.
Autor Desconhecido.     (via resinto)
Posted 27 August 2014, 5 days ago | 43,719 notes | reblog this post
(originally flordocu / via resinto)
“As vezes, nossos sonhos caem no chão como pedacinhos de estrelas que pouco a pouco se apagam. Nosso coração, chora em silêncio, e quando as lágrimas caem, gelam todo o corpo, e o coração de tanto amar se converte em gelo para não sofrer mais, para já não chorar. Mas se voltar ao céu, se darás conta que tem milhões de estrelas e cada uma é um sonho por cumprir, e a força em seu interior, derreterá o gelo em seu coração. Só nunca deixe de acreditar, porque o amor e teus sonhos são a única porta para a eternidade.”
contador free
Hello world.
Don't stop dream.
Forever voices in head
forever..
theme por affectingyou; com detalhes de decepcionar, abismopoetico e desesperancoso.